17 de jul de 2011

ORIGEM DA SAFIRA






 SAFIRA BRUTA                                                           SAFIRA LAPIDADA



Safira e uma jóia muito bonita e pode ser de tipo de qualquer variedade de corindon de qualidade gemológica que não seja de cor vermelha (a variedade vermelha do corindon é o rubi). Pode ser incolor (safira branca ou leucos safira), azul (devida, em parte, ao ferro), púrpura, dourada ou rósea, entre outras.  As cores devem-se à presença de cobalto, cromo, titânio ou ferro. A safira azul, ao filtro de Chelsea, fica cinza a preta.
Quando a cor não é especificada, o termo safira refere-se à variedade azul. As safiras cor-de-rosa, amarelas, verdes, brancas e multi-coloridas são frequentemente menos valorizadas do que a variedade azul de mesma qualidade e tamanho. Há também safiras que mudam de cor, apresentando uma cor azul sob a luz do sol e uma cor púrpura sob a luz artificial. Esta variedade de cores deve-se às impurezas na safira. A safira pura é transparente. Traços de ferro e titânio dão a coloração azulada.
A safira situa-se entre as gemas mais valiosas, embora já tenha havido época em que era usada apenas em mecanismos de relógio. Safiras praticamente incolores do Sri Lanka podem ficar bem azuis. Expostas a radiações, as safiras incolores ou róseas ficam alaranjadas. A incolor ou amarelo-clara, sob ação dos raios X, fica amarela, semelhante a alguns topázios.
A maior safira já encontrada tinha mais de 200 g no estado bruto.


O Anel do Administrador tem como pedra a safira de cor azul-escura, pois é a cor que identifica as atividades criadoras, por meio das quais os homens demonstram sua capacidade de construir para o aumento de suas riquezas, tendo em vista suas preocupações não serem especulativas.

Postagens mais visualizadas

Postagens populares